quinta-feira, 30 de outubro de 2014

É um aposentado de 76 anos de Três Pontas, o senhor atropelado e morto na MG 167

De acordo com a irmã do aposentado, Uelma Grande, ele fazia tratamento psiquiátrico e morava há muitos anos em Três Pontas, junto com um irmão que faleceu a exatamente 15 dias. Uelma levou ele para morar com ela em Varginha a três dias, no bairro Nossa Senhora das Graças. Talvez ainda sentindo a falta do irmão com quem vivia há anos, ele saiu durante a noite de quarta-feira (29), sem que ninguém percebesse e pegou estrada e estaria voltando para casa na Rua Padre Artur Costa Campos, no bairro Aristides Vieira, onde morou.
Uma sobrinha assistiu a reportagem produzida pelo Programa Balanço Geral da Rede Record, apresentado por Fabiano Thibé e contactou a família que veio para Três Pontas.
O corpo foi encontrado por volta das 6:30 da manhã por um sargento do Corpo de Bombeiros de Varginha que passava pelo local, próximo a Fazenda Pedra Negra. Ele parou para dar socorro ao homem que estava caído no acostamento da rodovia, na pista sentido Três Pontas, mas ele já estava morto, com um corte profundo na cabeça. Como não portava nenhum documento, ele foi levado para a Funerária Cônego Victor, onde a família o identificou. Não há informação de quem teria atropelado seu Gildenor e não prestado socorro.

Corpo de senhor atropelado na MG 167 não foi identificado

O corpo de um senhor foi encontrado por volta das 6:30 da manhã desta quinta-feira (30), as margens da rodovia MG 167, entre Três Pontas e Varginha. Foi um sargento do Corpo de Bombeiros de Varginha que passava pelo local, próximo a Fazenda Pedra Negra que parou para dar socorro, mas o homem caído no acostamento da rodovia, na pista sentido Varginha- Três Pontas já estava morto. A suspeita é que ele tenha sido atropelado.
A Polícia Militar Rodoviária Estadual foi chamada e acionou a Perícia da Polícia Civil, porém, nenhum documento ou algo que possa identificá-lo foi encontrado com ele. Um morador que mora em uma propriedade próxima disse que não o conhece. Nos bolsos apenas uma chave, algumas moedas e um pacote de tabaco. No local havia muito sangue e uma pequena marca de frenagem na pista. No corpo há um grande ferimento profundo na cabeça do homem.
Ele usava duas camisetas, uma azul, uma com listras brancas e preta, uma camisa e calça Adidas preta. Um chapéu cinza também foi encontrado próximo do corpo.
O corpo foi levado para a Funerária Cônego Victor que vai aguardar a identificação. Qualquer informação pode ser obtida pelo telefone 3265-8225 ou pelo celular 9961-3867.


Câmara promove noite especial de homenagens para militares de Três Pontas

A Câmara Municipal de Três Pontas realizou na noite desta segunda-feira (27), sessão solene para a entrega de Moções de Aplausos e Título de Cidadania Honorária, especial para Policiais Militares, que se destacaram em suas funções e tiveram seus nomes aprovados após votação pelo Plenário Presidente Tancredo Neves. Estes foram agraciados também na solenidade de comemoração dos 239 anos da Polícia Militar do Estado de Minas Gerais celebrados no dia 09 de julho deste ano. A honraria militar, reconheceu estes policiais militares, que no decorrer da carreira, tem prestado bons e leais serviços à comunidade, preservando uma ficha exemplar dentro dos valores da ética e da disciplina da Corporação.
O diretor geral e o diretor de segurança do presídio de Três Pontas Washington Fonseca Borges e  Marco Aurélio Bispo da Silva, familiares, convidados e militares que trabalham na cidade, prestigiaram a cerimônia, promovida após a sessão ordinária de votação. A noite foi aberta com a execução do Hino Nacional Brasileiro, feita no saxofone pelo músico trespontano Wander Scalioni.
A partir daí, começaram a ser entregues os diplomas aos 9 homenageados. Após o recebimento, todos falaram rapidamente e só tiveram palavras de agradecimento. O grande anfitrião foi o presidente da Câmara vereador Sérgio Eugênio Silva (PPS), que indicou 6 dos militares. Os outros foram indicações feitas pelo vice presidente Luis Carlos da Silva (PPS), Vitor Bárbara (PDT) e Edson Vitor Nascimento “Piu” (PMN).
O primeiro a receber sua placa, foi o comandante da 151ª Companhia de Polícia Militar, o 1º Tenente Bruno Neves Tavares, homenageado pela PMMG com a Comenda Alferes Tiradentes em reconhecimento ao profissionalismo e compromisso com a instituição, sendo motivo de orgulho para toda a 6ª Região da Polícia Militar. A Medalha Alferes Tiradentes é a maior comenda da Instituição e constitui-se numa referência ao Protomártir da Independência do Brasil e foi inspirado na significativa história de Joaquim da Silva Xavier, o Tiradentes, cujo valor e exemplo de acendrado amor à Polícia transcendem as fronteiras do tempo.

Em seguida foram chamados os terceiros sargentos que atuam em Três Pontas, um a um. José Roberto dos Santos, Adenilson Martins, José Juvenil da Silva pelo recebimento da Medalha do Mérito Militar Grau Prata e o cabo Walter Afonso Simão que recebeu a de Grau Bronze. Configurada nos grau bronze, prata e ouro, esta comenda alcança os servidores com 10, 20 e 30 anos de carreira, emoldurada por bons serviços prestados e a uma conduta modelar.

O Sargento da Reserva Geraldo Custódio Pereira foi reconhecido, sendo lhe entregue a Medalha do Mérito Militar por ser o militar mais antigo da 6ª Região. Ele está aposentado a 34 anos. Conhecido popularmente como Cabo Geraldo, comentou que se sente feliz por ainda ser lembrado e, pediu à Deus, que abençoe seus companheiros de farda, que enfrentam uma caminhada cheia de espinhos.
O homenageado com o Título de Cidadania Honorária Trespontana, foi o Sargento Mauro Sérgio de Oliveira Teixeira. Natural do Rio de Janeiro, Mauro trabalha em Três Pontas desde 1993 e completa em 2014, 21 anos de polícia. Ele é casado com a trespontana Joeli Teodoro Teixeira há 20 anos e é pai de um casal de filhos de 6 e 13 anos. A homenagem foi proposta por Vitor Bárbara e aprovada em setembro de 2013.

O último militar homenageado pela Câmara, foi o soldado Francis Fernandes Braga. A homenagem dele é a que foi aprovada há mais tempo, em janeiro de 2013. Fernandes como é chamado, teve um ato de heroísmo e humanitário ao salvar um motorista que sofreu um acidente na MG 167 e estava preso no veículo, ao sair da pista e cair em um brejo entre Três Pontas e Varginha, no dia 17 de janeiro do ano passado. Se não fosse sua ação rápida, o condutor poderia ter perdido a vida. O caso veio a tona em reportagem publicada pela Equipe Positiva e sensibilizado com a iniciativa do policial, Edson Vitor resolveu homenageá-lo.

Também foi homenageado o aluno do Curso de Habilitação para Oficiais (CHO) Sanges Marques Guimarães pelo seu trabalho realizado no Programa Educacional de Resistência às Drogas (PROERD), quando foi lançado em 2003. Como nem ele, nem o vereador que o indicou Luis Carlos da Silva puderam comparecer, o Tenente Bruno Neves recebeu a placa do vereador Francisco Fabiano Diniz, o Popó.
PM atendeu em um ano mais de 60 mil chamados emergentes
Os números da atuação da Polícia Militar em Três Pontas chamaram a atenção e demonstra a carga de trabalho da corporação, cumprindo funções e fazendo jus a uma avaliação justa baseada em evidências objetivas, como apresentou Tenente Bruno. O comandante focou sua fala em dois pontos, as duas polícias – a que temos e a policia que queremos.
A polícia que temos é a que sai todos os dias as ruas para proteger as pessoas, combater o crime, preservar a ordem e fazer cumprir a lei. Aquela que em um ano atendeu mais de 60 mil chamados emergentes, realizou mais de 11 mil intervenções policiais, prendeu mais de 1.000 pessoas em flagrante, abordou mais de 5 mil pessoas devidamente acertadas, no afã de tirar armas, drogas e criminosos do seio da sociedade. Nos últimos 12 meses mais de 60 pessoas foram presas por envolvimento no tráfico de drogas. No mesmo período, foram quase 40 quilos de drogas encontradas. A este destaque, é que a Companhia recebeu uma homenagem da Assembleia Legislativa do Estado de Minas Gerais pelo combate ao tráfico de drogas.
A Polícia Militar, que os próprios militares querem é a que possa ter o reconhecimento e serem vistos como verdadeiros agentes de proteção da sociedade. Por isto, a corporação trabalha diuturnamente para que isto se torne realidade. “O que pedimos é justiça… justiça na avaliação do nosso trabalho e da nossa contribuição para a sociedade. O que pedimos é um justo julgamento do nosso papel e do nosso trabalho, nada mais que isto”, destacou o comandante da Companhia de Polícia que usou a Tribuna para agradecer e distribuir com toda a corporação os resultados obtidos, disse Bruno Neves.

ENTREVISTA “Existem 54 pessoas deficientes incluídas no trabalho formal em Três Pontas”, afirma diretora da APAE

As raízes históricas e culturais do fenômeno “deficiência” sempre foram marcadas por forte rejeição, discriminação e preconceito. Porém, as Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais, as APAES, sempre foram as grandes percussoras da inclusão das pessoas com deficiências, quebrando paradigmas e buscando soluções alternativas para que, principalmente as crianças, com deficiência intelectual ou múltipla, alcancem condições de serem incluídas na sociedade, com garantia de direitos como qualquer outro cidadão.
Nesta quarta-feira (29), o Dia Nacional de Luta das Pessoas com Deficiência, a diretora da APAE de Três Pontas e Conselheira da Regional Sul II Maria Rozilda Gama Reis (foto), falou sobre os avanços e disse que há motivos, sim, para comemorar, já que a cada ano melhora as políticas públicas voltadas para as pessoas com deficiência. Na direção da entidade há muitos anos, ela se sente vitoriosa, ao ver que o Plano Nacional de Educação foi aprovado, o que impediu o fechamento das APAE’s e garantiu também o financiamento das escolas especiais.
A APAE atende atualmente 433 pessoas de todas as idades e conta com 91 funcionários, sendo destes, 14 na Área Azul.

ENTREVISTA

ROZILDA GAMA REIS – DIRETORA DA APAE DE TRÊS PONTAS 
A APAE está realizando atividades alusivas ao Dia Nacional de Luta das Pessoas com Deficiência. Existem motivos a comemorar?
Rozilda Gama – Sim, a cada ano as políticas públicas são mais voltadas para as pessoas com deficiência. As pessoas com deficiência estão mais conscientes e são protagonistas da sua própria história. E comemoramos todas as vitórias. A última e expressiva vitória foi a aprovação do Plano Nacional de Educação, impedindo o fechamento das APAE’s, garantindo também o financiamento das escolas especiais.
Existem números de deficientes em Três Pontas?
Além dos 433 que a APAE atende, temos a Associação dos Deficientes cadastrados, fora aqueles deficientes que declararam deficiente segundo o censo 23% no país e muitas vezes não procuram atendimento, não temos estes dados tabulados. Temos o Conselho dos Deficientes que já foi cogitada a possibilidade de levantarmos um diagnóstico em nosso município para sabermos em que situação se encontra. Portanto existem pessoas com deficiência sem o devido atendimento.
Quais os tipos de deficiência e mais comuns?
A APAE tem como público alvo: deficientes intelectuais. Para a Instituição ter o usuário ou aluno em seu cadastro este deve ter a deficiência Intelectual é claro que realizamos atendimentos a alguns alunos que não tem a DI como os Deficientes físicos, isso pelo fato de não haver outro instituição para atender de acordo com a especificidade da deficiência.
Quem pode ser considerado deficiente?
Deficiente “somos todos nós”… sempre com alguma limitação e isto é o bonito em uma sociedade, não há ninguém que não possua alguma limitação!
Qual a deficiência mais difícil de ser lidada?
Não existe a mais difícil de ser lidada, trabalhamos com comportamentos que advém do diagnóstico ou não; e às vezes por uma falta de conhecimento da patologia o retorno ao tratamento é mais lento.
As famílias hoje aceitam e cuidam mais das crianças com deficiências?
Interessante como as famílias conscientizaram da importância do conhecimento com relação às deficiências, quanto mais conscientes e interessadas às famílias são, melhores resultados obtêm com o usuário e ou aluno.
O tratamento às pessoas com deficiência melhorou nos últimos anos?
Embora estejamos caminhando, para o que consideramos melhora… Mais a evolução foi impressionante, “as APAEs sempre tiveram coragem para enfrentar desafios ganhando a confiança da população o que nos garantiu autonomia e identidade ao longo de 06 décadas da existência do movimento no Brasil”. Não se compara como as coisas a cada ano estão melhorando e melhorando principalmente a qualidade de vida e autonomia dessas pessoas.
Os deficientes estão sendo mais inseridos nas escolas comuns e no mercado de trabalho. Existe ainda receio quanto a isto?
O papel da APAE é prepará-los para uma inclusão mais cedo por isso à instituição antenada com a inclusão inserimos a creche em nossos programas de Educação Infantil temos estrutura e corpo docente aptos, especializados e treinados para encaminhamento à rede comum. Com relação ao receio referente à inclusão: Nenhuma escola pública ou particular pode recusar o aluno em razão da sua deficiência configura crime, tipificado no artigo 8º, I, da Lei federal 7.853/1989. Com relação ao mercado de trabalho, atualmente temos 54 pessoas com deficiência, incluídas no mundo do trabalho formal. O que mais me emociona e sempre digo é saber que muitas vezes, estes que foram os excluídos pela família no passado, hoje são os provedores do lar é fascinante…
A acessibilidade às pessoas com deficiência está o ideal?
Ideal não! Há muito que se fazer… proporcionar as pessoas com deficiência segurança e autonomia, total ou assistida dos espaços, mobiliários e equipamentos urbanos, das edificações, dos serviços de transporte e dos meios de comunicação e informação são acessibilidade que precisamos persistir na escola, no lazer, na saúde, na comunidade. Enfim para que a acessibilidade aconteça é necessário à união dos poderes, instituições, famílias e usuários defendendo os interesses para que de fato possam ter uma vida próxima da normalidade… Sustentando a nossa luta em defesa das pessoas com deficiência, buscando sustentabilidade financeira, novas tecnologias e promover a Qualidade de vidas das Pessoas com deficiência.
Considerações finais.
Agradeço pela oportunidade de estar novamente divulgando o trabalho em prol das pessoas com deficiência.

terça-feira, 28 de outubro de 2014

CONSEP Travessia estreita laços com as associações de bairros


O Conselho Municipal de Segurança Pública de Três Pontas – Conselho Travessia, realizou a sua reunião mensal nesta segunda-feira (21), contando com a presença de presidentes e representantes de associações de bairros e da Polícia Militar de Três Pontas. O objetivo foi mais uma vez, estreitar os laços em prol de uma mobilização comunitária em favor da segurança pública. O objetivo do Conselho, é intermediar as demandas da sociedade civil aos poderes públicos.
Há dois meses ele conta com novos membros na sua diretoria, composta pelo empresário, Paulo Eduardo Fasano, presidente, o vice Fernando Ferraz, o tesoureiro Vitor Coelho e o secretário é Juslei Ferreira de Brito. Além deles, há os Conselhos Administrativo e Fiscal. As reuniões acontecem toda terceira segunda-feira do mês, na sua sede que está localizada na Associação Comercial e Agro Industrial de Três Pontas (ACAI), aberta a todos, inclusive é fundamental a participação da população.
A direção apresentou três projetos ao Poder Judiciário, que destina recursos das penas pecuniárias às entidades com destinação social.  Com um novo sistema, as entidades agora precisam apresentar seus projetos e o Judiciário estuda e escolhem quais devem ser beneficiados com os recursos, que vem do pagamento de multas em processos criminais. Agora, os valores são depositados em uma conta judicial que é administrada pelo juízo. As entidades, como o CONSEP, precisam apresentar seus projetos sociais, que são analisados para receberem a ajuda. O Conselho de Segurança, já apresentou três – para a Polícia Militar, Polícia Civil e a SUAPI, que administra o Presídio local.
De acordo com o presidente Paulo Fasano, que foi vice presidente entre 2011 e 2013, os diretores estão todos envolvidos e com ânimo para trabalhar, desempenhando o seu papel. A grande dificuldade é a busca de recursos. Na Câmara de Vereadores há um projeto tramitando desde maio de 2013, que declara de Utilidade Pública o CONSEP. Assim, o Conselho será subsidiado com recursos do Município. A expectativa é de que a sua aprovação aconteça ainda este ano.
Atendendo a um convite, o comandante da Polícia Militar Tenente Bruno Neves Tavares apresentou na reunião as atividades comunitárias desenvolvidas em Três Pontas. Na opinião dele, o CONSEP é um canalizador das questões de segurança pública, que leva as questões da comunidade aos órgãos competentes, envolvendo, Polícia Militar, Polícia Civil, Poder Judiciário, Ministério Público, Prefeitura e Conselho Tutelar. “As vezes o problema não é de segurança, mas o efeito dele está na segurança”, comentou Tenente Bruno.
Ele explanou sobre as formas diferentes de atuação. Controle social, aplicação da lei e o combate ao crime. As dificuldades vivenciadas dia a dia, principalmente na questão da impunidade, a corporação esbarra muitas vezes na questão legal. São situações que chamam a atenção, como por exemplo, um cidadão que é preso 44 vezes, porque não há continuidade na percepção penal. Estes são alguns dos casos que se costuma dizer que a polícia enxuga gelo.
Outro ponto apresentado pelo comandante da 151ª Companhia é que as pessoas acompanham, mas não tem a clara visão da sua missão. Ela socorre, assiste e orienta. Um exemplo claro, desta realidade é a Festa do Venerável Padre Victor, afirma Bruno Neves. Neste caso, PM combate muito pouco crime, ela mais orienta e instrui, sendo um referencial para a população. O comandante também apresentou dados de combate a criminalidade, com destaque para o tráfico de drogas. Em 2014, houve apreensão de mais de 40 quilos dos mais variados entorpecentes. Ocorrências que chamaram a atenção, mas que preocupa, em virtude de ser a raiz para outros crimes. Para Tenente Bruno, as associações de bairros tem papel fundamental na questão de Polícia Comunitária, de estar auxiliando com informações e projetos sociais, que evita que a pessoa entre para o mundo do crime.
A questão preventiva é a função principal. Ela vem primeiro que o combate ao crime. “Não há como mensurar a prevenção que existe, o resultado é enorme, porém ninguém sabe, nem mesmo o policial militar que está diariamente nas ruas fazendo patrulhamento, sabe quantos crimes se evitou. “A população reconhece mais o trabalho repressivo, que ganha ampla divulgação e o que o preventivo não tem, ele é pouco divulgado, como as Operações Proteja Seu Bairro, Presença, Anti Drogas,” entre outras. O cidadão que está na rua não percebe o trabalho que a PM está realizando naquele momento. Uma viatura circulando não é apenas para atender a uma ocorrência. Cada momento ela tem um objetivo definido”, relatou o comandante da PM Tenente Bruno.

COLETA SELETIVA: Quarta e quinta-feira chega a novos bairros

Como anunciado na semana passada no seu lançamento, a coleta seletiva chega a partir desta quarta e quinta-feira (29 e 30), a mais 34 bairros que terão neste dia apenas a coleta de materiais recicláveis. Portanto, o lixo convencional não deve ser colocado na rua pois apenas o caminhão e catadores da Atremar é que vão recolher papel, papelão, plástico, vidro e metal. Os 13 catadores que integram a associação trabalham devidamente uniformizados e são fáceis de serem identificados. O trabalho começa a partir das 7 da manhã.
Toda quarta-feira a coleta será feita nos bairros: Distrito Industrial,Vivendas do Bosque I, Vivendas do Bosque II, Vila Rica, Village das Palmeiras, Major Brás, Vicentini, Catumbi, São Francisco de Assis II, Vila Campos, São Vicente, Santa Teresa I, Santa Teresa II, Jardim Brasil, parte do Centro, São Gabriel, Chácara Catumbi, Azarias Campos, Vila Rosa, Novo Horizonte e Ouro Verde.
Na quinta-feira será a vez dos bairros Esperança, Cohab Ouro Verde, João Piedade Campos, Vale do Sol I, Vale do Sol II, Vale do Sol III, Botafogo, Ponte Alta I, Jardim Paraíso, Jardim Bom Pastor, Jardim Philadelphia, Santana e parte do Centro.

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

SINE TRÊS PONTAS: Vagas de empregos para esta segunda-feira 27 de outubro

AUXILIAR DE CABELEREIRO
VENDEDOR E CONSULTOR EM MODAS
COMPRADOR
FONOAUDIÓLOGO
PADEIRO
SERVENTE DE PEDREIRO (JUIZ DE FORA)
AUXILIAR DE PRODUÇÃO (Deficiente)
SERVIÇOS GERAIS ( Deficientes).
 SINE: Rua Imperatriz Leopoldina 565, próximo ao Quartel, Telefone 3265  1368

Dilma vence em 15 estados, inclusive em Minas e Aécio em 12

Aécio venceu no estado mais populoso do país; diferença foi compensada com votação expressiva de petista no Nordeste 
A divisão no resultado das eleições presidenciais refletiu-se nos estados. Das 27 unidades da Federação, a candidata do PT, Dilma Rousseff, venceu em 15 e o candidato do PSDB, Aécio Nevesm em 12.
Dilma venceu nos estados de Alagoas, do Amazonas, do Amapá, da Bahia, do Ceará, do Maranhão, de Minas Gerais, do Pará, da Paraíba, de Pernambuco, do Piauí, do Rio de Janeiro, do Rio Grande do Norte, de Sergipe e do Tocantins. Os melhores resultados foram obtidos no Maranhão (78,76%), no Piauí (78,29%) e no Ceará (76,75%).
Aécio Neves ganhou a disputa no Distrito Federal e nos estados do Espirito Santo, de Goiás, de Mato Grosso do Sul, de Mato Grosso, do Paraná, de Rondônia, de Roraima, do Rio Grande do Sul, de Santa Catarina e de São Paulo. Os estados que mais deram vantagem ao tucano foram Santa Catarina (64,59%), São Paulo (64,31%) e Acre (63,86%, com resultado parcial).
No estado natal dos dois candidatos, Minas Gerais, Dilma derrotou Aécio. Dilma ficou com 52,41% dos votos e Aécio, com 47,59%. De um universo de 15,2 milhões de eleitores, a petista venceu o tucano por uma diferença de 550,5 mil votos.
Embora nascida em Minas, Dilma começou a carreira política no Rio Grande do Sul. No estado, onde tem domicílio eleitoral, a presidenta obteve 46,47% dos votos, contra 53,53% do adversário. Em um colégio de 8,4 milhões de eleitores, Aécio venceu Dilma por 455 mil votos de diferença.

Petistas fazem carreata em Três Pontas para comemorar reeleição de Dilma


Aécio foi o escolhido pela maioria dos trespontanos, porém, a diferença menor neste segundo turno foi comemorada, já que a Administração Municipal e o grupo político do ex-senador Clésio Andrade apoiaram o candidato do PSDB
Denis Pereira – A Voz da Notícia
Com a confirmação da vitória e reeleição de Dilma Rousseff neste domingo (26), os petistas de Três Pontas, membros de partidos aliados como o PMDB, correligionários, equipe de trabalho e populares comemoraram com festa a continuidade do Partido dos Trabalhadores (PT), no comando do País. Ela recebeu 54.500.287, (51,64%) e Aécio Neves (PSDB) com 51.041.146 (48,36%)
Fogos de artifícios foram soltos em todos os pontos da cidade. Buzinaço nas ruas e avenidas de maior movimento, principalmente na Avenida Ipiranga, onde um grupo balança bandeiras vermelha e branca, chamando a atenção de motoristas. O movimento gigantesco foi mesmo em frente a casa do vereador líder do PT na Câmara Municipal e coordenador da campanha em Três Pontas, Francisco Botrel Azarias, o Chico Botrel. Ao lado do filho, que é o atual presidente da sigla no Município, Wellington Botrel, eles uniram forças neste segundo turno e colocaram a militância nas ruas. Não conseguiram com que Dilma fosse a campeã de votos na cidade, porém, diminuiu a vantagem de votos que Aécio Neves teve, de 1.690 para apenas 430 neste segundo turno.
Na região do bairro Santa Edwirges, propriamente a Rua Espírito Santo, reduto petista, foi onde carros, motos e vans saíram em direção as principais ruas da cidade em comemoração a vitória e hegemonia do partido, que com Dilma em seu segundo mandato, completará um período de 16 anos do PT no comando do governo federal, desde a primeira eleição de Luiz Inácio Lula da Silva, em 2002. É o dobro do tempo do PSDB, que teve dois mandatos com Fernando Henrique Cardoso (1995-1998 e 1999-2002).
O vereador Chico Botrel conta que enfrentou resistência na cidade e até na Câmara Municipal ao falar dos avanços que houveram no Brasil, desde o mandato do ex-presidente Lula. Nas duas últimas reuniões, ao listar as conquistas do atual governo e ao convocar a militância usando a Tribuna, o vereador enfrentou o descaso dos colegas. Muitos demonstravam a insatisfação. A Administração Municipal nunca escondeu que a preferência era por Aécio Neves. Chico Botrel foi a minoria no Poder Legislativo, ao lado do vereador Francisco de Paula Vitor Cougo. Este último porém, nunca demonstrou seu voto. O apoio claro veio de membros do diretório PMDB que se juntaram na campanha.
Meio a euforia, visivelmente emocionado, Botrel afirmou que ficou bem claro o resultado desta Eleição, “a disputa do pobre contra um forte poder econômico”. Para ele, a sociedade menos favorecida reconheceu todo o trabalho que Lula e Dilma fizeram em seus mandatos. “Nós vamos continuar avançando, porque o pobre merece atenção especial de todos nós. O rico sabe se virar sozinho”, opinou. Sobre a derrota em Três Pontas, o vereador revela que foi importante diminuir a diferença de votos entre Dilma e Aécio . Desde o início da campanha foi sofrível. Nas ruas, Chico disse ter visto gestos obscenos, bandeiras serem furtadas, porém, nada foi capaz de desanimá-lo. A militância quando viu que a situação estava se complicando, foi convocada e entendeu que era preciso arregaçar as mangas e mostrar que foi o PT quem trouxe dignidade, permitindo que as famílias tivessem comida na mesa, casa para morar, crédito para transformar seus sonhos em realidade, entre outros.
Para o presidente do PT Wellington Botrel, o trabalho foi feito para conquistar votos suficientes a dar continuidade aos avanços que o  País necessita. Na avaliação dele, a vitória de Fernando Pimentel em Minas Gerais e a reeleição de Dilma para mais um mandato, trarão muitos benefícios a população. Ao contrário do que tem o PSDB, o PT tem um poder econômico pequeno, mas a disposição e vontade dos militantes e voluntários foi capaz de unir todos.
A carreata durou cerca de duas horas.
Disputa acirrada
A presidente Dilma se reelegeu na disputa considerada a mais acirrada desde a redemocratização. No início da campanha, a petista manteve-se na dianteira nas pesquisas de intenção de voto, mas depois chegou a ter a liderança ameaçada por Marina Silva (PSB), derrotada no primeiro turno, e Aécio, que chegou a aparecer numericamente à frente dela no segundo turno.
Foi também a sexta eleição marcada pela polarização entre PSDB e PT, que desde 1994 sempre chegaram nas duas primeiras posições na corrida presidencial. Assim como em 2010, a candidatura de Marina despontou neste ano como terceira força, alcançando 21,3% dos votos no primeiro turno.
Trajetória política
Natural de Belo Horizonte, Dilma Rousseff nasceu em 14 de dezembro de 1947. A petista ingressou na política ainda no antigo colegial, fazendo oposição ao regime militar.
Em meio à efervescência política que tomou conta do país com o golpe de 1964, Dilma passou a integrar, na capital mineira, a Organização Revolucionária Marxista Política Operária (Polop), movimento que, na sua origem, era uma espécie de coalizão de dissidentes, com quadros dos antigos PCB e PSB, além de representantes do trabalhismo, trotskistas e outros marxistas. Na Polop, ela conheceu o primeiro marido, Cláudio Galeno de Magalhães Linhares. Ao lado dele, mais tarde, optou pela luta armada e se juntou ao Comando de Libertação Nacional (Colina).
Em 1970, quando já fazia parte da Vanguarda Revolucionária Palmares (VAR-Palmares), Dilma foi presa pela Operação Bandeirante e detida no Departamento de Ordem Política e Social (Dops), onde foi torturada.
Condenada pela ditadura, foi levada ao Presídio Tiradentes, em São Paulo. Libertada no fim de 1972, após passar quase três anos na cadeia, ela se mudou para Porto Alegre, cidade de seu segundo marido, o advogado Carlos Franklin Paixão de Araújo, que também atuava contra o regime militar.
Os dois viveram juntos por cerca de 30 anos na capital gaúcha. Desse relacionamento, nasceu a advogada Paula Rousseff.
Em Porto Alegre, Dilma cursou Economia na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) entre 1974 e 1977. Com a volta de Leonel Brizola ao país após a Anistia, ela e Carlos Araújo participaram do grupo que ajudou o ex-governador a fundar o PDT. Até 1985, ela trabalhou como assessora de deputados do partido na Assembleia Legislativa gaúcha.
Em 1986, ela foi convidada pelo então prefeito de Porto Alegre, Alceu Collares, para chefiar a Secretaria da Fazenda do município. Quando Collares foi eleito na década de 1990 governador do Rio Grande do Sul, Dilma assumiu a presidência da Fundação de Economia e Estatística (FEE) do estado, onde ficou de 1991 a 1993.
Collares, então, a transferiu para o comando da Secretaria de Energia, Minas e Comunicação. Ela voltaria a ocupar a pasta em 1998, desta vez, sob a administração do petista Olívio Dutra, que havia sido eleito com o apoio do PDT.
Em 2001, pouco mais de duas décadas após ingressar nas fileiras do partido fundado por Leonel Brizola, Dilma se desfiliou do PDT, ao lado de um grupo de colegas de partido, por discordar do fato de a direção de sua legenda ter rompido com o governo Olívio. No mesmo ano, ela se filiou ao PT.
A experiência que havia acumulado no setor energético fez com que Dilma fosse convidada, em 2002, para integrar a equipe de transição de Lula, que recém havia sido eleito presidente da República.
O perfil técnico e contundente chamou a atenção de Lula nos meses que antecederam a posse do petista no Palácio do Planalto. Ele, então, a convidou para comandar o Ministério de Minas e Energia com a missão de evitar um novo apagão no país.
Em 2005, com a demissão de José Dirceu da Casa Civil em razão do escândalo do mensalão, Dilma foi transferida por Lula para a pasta. À frente do ministério, passou a administrar as principais obras de infraestrutura do governo federal, sendo posteriormente batizada pelo próprio presidente como “mãe do PAC”.
Antes de estrear nas urnas como candidata a presidente, ela ainda viveria mais um drama pessoal. Em abril de 2009, Dilma anunciou que estava se submetendo a um tratamento contra um câncer em seu sistema linfático. Após sessões regulares de quimioterapia em São Paulo, que a obrigaram a usar uma peruca por alguns meses por conta da queda dos cabelos, a petista foi considerada curada em setembro do mesmo ano.

Aécio vence em Três Pontas e Dilma em Santana da Vargem

*A diferença foi pequena nos dois municípios, menor ainda do que no primeiro turno
Os eleitores da 273ª Zona Eleitoral que compreende os municípios de Três Pontas e Santana da Vargem voltaram às urnas neste domingo (26), para escolher o próximo presidente da República para o mandato 2015-2018. Aécio Neves (PSDB) e a candidata a reeleição Dilma Rousseff (PT), disputaram o cargo neste segundo turno. A transmissão dos dados terminou cerca de uma hora depois do término do horário de votação e não houve nenhum problema.
Se no primeiro turno em Três Pontas, o senador venceu com vantagem, desta vez, a disputa foi apertada, mas o candidato tucano saiu vitorioso novamente. Aécio Neves obteve 16.987 votos, 50,64% dos votos válidos. Já Dilma Rousseff foi votada por 16.557 trespontanos, o que representa 49,36%. Uma diferença pequena de apenas 430 votos a favor do candidato derrotado Aécio. Votos brancos somam 501 votos (1,44%)e nulos 773 (2,22%). Foram no total 34.818 votos, um comparecimento de 82,63%.
Em Santana da Vargem venceu a candidata a reeleição Dilma Rousseff, porém, a diferença foi ainda menor para o candidato Aécio, apenas 239 votos. Dilma ganhou na cidade que é administrada pelo PT(Vitor Elói), com 2.497 votos, 52,51% dos votos válidos. Aécio Neves recebeu 2.258 votos, o que significa 47,49%. Foram 61 votos em branco e 100 nulos. Ao todo 85,53% dos eleitores, ou seja 4.916 compareceram as urnas neste segundo turno.
Ainda não saiu a lista detalhada com os números individuais dos colégios eleitorais de Três Pontas e Santana da Vargem.
VEJA OS NÚMEROS DO PRIMEIRO TURNO
No primeiro turno o candidato Aécio Neves conquistou 15.317 votos (46,91%). Já Dilma Rousseff obteve 13.627, perfazendo 41,73% dos votos válidos. A diferença foi 1.690. Os votos válidos somaram 32.654 no dia 05 de outubro (93,34%).

Eleição tranquila, sem problemas e dentro do planejado em Três Pontas e Santana


Tranquilidade. É este o balanço que faz o Cartório Eleitoral de Três Pontas sobre as Eleições em Três Pontas e Santana da Vargem, neste segundo turno, disputado neste domingo (26), que deu a vitória em Três Pontas a Aécio Neves e em Santana da Vargem a Dilma.
Os eleitores saíram para votar certo, a exemplo do dia 05 de outubro, porém, não enfrentaram filas, já que foram apenas dois dígitos necessários escolher o próximo presidente da República. Duas urnas que apresentaram problemas tiveram que ser substituídas – uma na Escola Estadual Deputado Teodósio Bandeira na seção 14 e outra na Escola Estadual Presidente Tancredo Neves, na seção de número 131. Ao contrário do processo do início do mês, ninguém foi detido por realizar boca de urna ou se portado de forma contrária a legislação eleitoral.
No início da tarde, o movimento ao lado da Prefeitura de onde sai os ônibus para a zona rural já era bastante pequeno. Antes das 17 horas, os funcionários e veículos cedidos pela Prefeitura a Justiça Eleitoral já estavam no Fórum Dr. Carvalho de Mendonça, prontos para buscar as urnas e as mídias, na verdade, pen drives que são conectados nos computadores do Cartório para a transmissão dos dados. Os veículos foram escoltados pela Polícia Militar. As urnas são transportadas em caminhões e a equipe de apoio é transportada de carro.
Os votos da Escola João de Abreu Salgado foram os primeiros a chegarem no Fórum, as 17:28. As 17:50 uma van trouxe as urnas de Santana da Vargem e o carro do gabinete do prefeito da cidade chegou com a equipe de apoio com as mídias. As últimas urnas a chegarem foram dos Distritos de Pontalete e Quilombo Nossa Senhora do Rosário.
A transmissão de dados foi rápida, não houve problemas e tudo foi acompanhado pela juíza eleitoral Dra. Raíssa Figueiredo Monte Raso Araújo e o promotor Estevan Sartoratto. Por volta das 18:10 saiu o resultado de Santana da Vargem e depois de Três Pontas.
Na Polícia Militar a informação do comandante da 151ª Companhia Tenente Bruno Neves Tavares, é de que não houve necessidade de reforço vindo do 24º Batalhão de Polícia de Varginha e tudo transcorreu dentro do planejado, sem problemas.
A grande quantidade de santinhos jogadas principalmente na porta das escolas não foi vista neste domingo. As ruas estão limpas e a sujeira do primeiro turno não se repetiu.

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Confira a rodada do Brasileirão todos os jogos no sábado

31ª RODADA
Data / HorárioLocal
26/10 – 16h00Vitória-BA xCriciúma-SC Barradão 
26/10 – 16h00Chapecoense-SC xSantos-SPArena Condá 
26/10 – 16h00São Paulo-SP xGoiás-GO Morumbi
26/10 – 16h00Atlético-MGxSport-PE  Independência
26/10 – 16h00 Figueirense-SCx Cruzeiro-MGOrlando Scarpelli
 26/10 – 16h00 Fluminense-RJxAtlético-PR 
26/10 – 16h00Coritiba-PR x Grêmio-RSCouto Pereira
26/10 – 16h00Internacional-RS x Bahia-BABeira Rio
26/10 – 16h00 Botafogo-RJx Flamengo-RJMaracanã
 26/10 – 16h00 Palmeiras-SPx Corinthians-SP 

Bate papos sobre a prevenção aos tipos de câncer e desfile, marcam o Outubro Rosa das Mulheres Guerreiras

*Apoio das Mulheres Empreendedoras e outros parceiros foi fundamental na execução do evento que termina no sábado
As Mulheres Guerreiras fizeram um grande evento na noite desta quarta-feira (22). No Auditório da Cocatrel, elas deram seguimento a programação da Campanha do Outubro Rosa, que conta com o apoio das Mulheres Empreendedoras, Associação Comercial, SEST/SENAT, Cedup, Unimed, Cocatrel e Prefeitura, que apoiam a iniciativa da campanha realizada durante todo este mês, a favor do combate ao câncer de mama. Porém, o câncer de colo de útero também ganhou foco na programação.
Na chegada ao Auditório, todos, inclusive alguns homens, recebiam um número para concorrer ao sorteio de brindes, folder produzido pelas Guerreiras, um livreto com explicações sobre o câncer, uma flor e o laço, todas rosa, maior símbolo que representa o combate a este mal que afeta mulheres entre 40 e 69 anos, as maiores vítimas. Estabelecimentos comerciais e a Maternidade do Hospital São Francisco de Assis substituíram as cores da luzes dando a cor natural à campanha.
O público se surpreendeu com o desfile de mulheres que estão em tratamento e outras que venceram a doença, e hoje, encabeçam e integram o grupo levando a experiência que tiveram durante meses e a auto estima de guerreiras necessária para enfrentar a vida com auto estima. Elas esbanjaram beleza e arrancaram aplausos. Porém, o principal objetivo foi levar assuntos sérios ao público.
Primeiro, a necessidade do exame papa nicolau, preventivo realizado de graça pela rede pública de saúde, disponível em Três Pontas nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e no Centro Integrado de Assistência a Mulher e a Adolescente,  foi o assunto da enfermeira Maria de Lurdes Rodrigues. O câncer do colo de útero é 100% curável, se detectado precocemente e o exame preventivo é a única maneira de evitá-lo. Não há cotas, por isto, todas as pacientes que procuram o serviço, quando se inicia uma vida sexual, são atendidas. Apesar de ser bem mais fácil de outros exames que as pessoas precisam enfrentar filas para marcar e depois fazer, a procura é pequena demais. Mensalmente são feitos no CIAMA de 250 a 300 procedimentos, número muito a quem da população feminina trespontana. “Infelizmente tem muitas mulheres que nunca fizeram exames desses. O nosso alvo são sempre estas que nunca procuraram a prevenção”, explica Maria de Lurdes. São sempre as mesmas mulheres que voltam todos os anos.
Vergonha do médico ginecologista é umas das causas que afastam elas de procurar pelo atendimento, segundo Lurdes. Porém, é preciso lembrar que há enfermeiras nos postos de saúde que colhem o exame, que é rápido, demora no máximo 15 minutos e o material é encaminhado para um laboratório e leva 30 dias para ficar pronto.
A mastologista Carolina Lemos Baroncelli  é medica em Varginha e ficou a vontade para um bate papo, intercalado com perguntas feitas e dúvidas que iam surgindo sendo respondidas. Na entrevista à Equipe Positiva, Baroncelli alteou o trabalho das Mulheres Guerreiras em levar a prevenção para mais perto da população. Para ela, mulheres e seus companheiros precisam entender que todos podem ter o câncer de mama e que não é grupo de maior risco. Apesar da grande divulgação da mídia, a prevenção ainda continua sendo um grande tabu. Ao contrário do que acontece no Brasil, no Sul de Minas, com o trabalho de conscientização os casos de câncer de mama são identificados na fase inicial, fruto de uma luta diária ao longo dos anos.
Se as mulheres tem medo do exame, pior são os homens. Porém, neles, além da incidência ser bem mais baixa é mais fácil de se diagnosticar porque eles não tem mama. Aparecendo um caroço, o homem identifica com mais facilidade. Ele percebe mesmo aqueles mais obesos, que tem uma mama maior, por causa da gordura. O caroço é mais duro que o tecido gorduroso.
Todos os pacientes diagnosticados com a doença no Sul de Minas são tratados no Centro de Oncologia de Varginha, onde Dra. Carolina Baroncelli atende. A estrutura lá, acolhe pacientes já doentes ou com lesão muito suspeita. Lá é feito o tratamento cirúrgico, quimio e radioterapia. Se houver necessidade, com acompanhamento de fisioterapeuta, assistente social e psicólogo, que vai dar todo o suporte ao paciente e sua família.
Próximas atividades do Outubro Rosa das Mulheres Guerreiras são no sábado
Sábado (25)
Praça Cônego Victor
9 horas
II Cãominhada M3 com benção dos animais
Campeonato de supino
Apresentações esportivas Academia M3
12h às 15h: Praça Cônego Victor:
Apresentação da ExtaZ Banda Show
Zumba com Juninho e Myl Bueno
Brinquedos
Pipoca e algodão doce
Aferição de pressão e diabetes por profissionais da saúde
15h30min: Praça Cônego Victor
Passeio ciclístico
 Outubro Rosa da Prefeitura tem ponto alto nesta sexta-feira
Dia 24 (Sexta-feira)
Praça Cônego Vitor
08:00 – Apresentação da Corporação Luiz Antônio Ribeiro
08:30 – Apresentação do Grupo “Cigarras Cor de Rosa”
09:00 às 16:00 – Aferição de pressão e Glicemia Capilar
Atendimento da Secretaria de Estado do Trabalho e Desenvolvimento Social, por meio da Subsecretária de Direitos Humanos – SEDESE, com Unidade Móvel de Atendimento À Mulher, com objetivo de promover o acesso das mulheres a serviços públicos.
Câncer é diagnosticado em estado avançado
O câncer de mama é o tipo mais frequente na mulher brasileira e consiste no desenvolvimento anormal das células da mama, que se multiplicam repetidamente até formarem um tumor maligno. Segundo tipo mais frequente no mundo, o câncer de mama é o mais comum entre as mulheres, respondendo 22% dos casos novos a cada ano. Se diagnosticado e tratado oportunamente, o prognóstico é relativamente bom.
No Brasil, as taxas de mortalidade continuam elevadas, muito provavelmente porque a doença ainda é diagnosticada em estágios avançado. Na população mundial, a sobrevida média após cinco anos é de 61%. São quase 50 mil óbitos por ano em todo o mundo. Somente no Brasil, o Instituto Nacional do Câncer (INCA) estima mais de 57 mil novos casos em 2014.
Com os exames em dia, o câncer raramente passa despercebido e o médico consegue detectá-lo em uma fase inicial, onde a chance de cura ultrapassa a 90%. A mamografia é o melhor recurso. Ela deve ser realizada a partir dos 40 anos de idade.

Prefeitura e Atremar lançam ampliação da coleta seletiva para mais 34 bairros


* Coleta seletiva a partir da próxima semana estará em 50 bairros, faltando pouco para atingir toda a cidade
A Prefeitura de Três Pontas, através da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e da  Associação Trespontana de Catadores de Materiais Recicláveis (Atremar) estão ampliando a área de abrangência da Coleta Seletiva Solidária. O serviço já está funcionando em Três Pontas desde abril e agora vai chegar a mais 34 bairros.
A nova fase foi lançada na manhã desta quarta-feira e quinta-feira (22 e 23) na Praça Padre Francisco, no bairro Catumbi e no Sambódromo Jaime Abreu, com atividades desenvolvidas pela Escola Municipal João de Abreu Salgado e pela COOTEC, como dança e música.
Na quarta, os meninos e meninas do João de Abreu deixaram suas salas para uma aula de cidadania, porta da própria escola, na Praça Padre Francisco. A conscientização da importância da coleta seletiva. Eles entenderam o que é reciclável e o que é lixo, devendo os moradores fazer a separação. A educadora social Renata Martins pediu que o recado fosse levado aos pais, que papel, papelão, plástico, vidro e metal não devem mais ser colocados no lixo doméstico. A partir da próxima semana, os catadores da Atremar, devidamente uniformizados vão ampliar suas áreas de atuação e fazer o recolhimento.
Demonstrando a necessidade do apoio de cada um é que dois catadores foram chamados, uma que está na associação a 10 anos e um jovem de 20 anos que é funcionário a seis meses. Dona Marilei de Fátima Miranda lembrou que o que a população joga fora de reciclável é o sustento para sua família, por isto, pediu a colaboração. Danilo Carlos da Silva lembrou além de gerar emprego, os recicláveis retirados do meio ambiente deixam de poluir e são retirados do Aterro Sanitário.
A secretária de Meio Ambiente Evânia Rocha Moreno, representou o prefeito Paulo Luis Rabello, agradeceu o apoio da Escola João de Abreu, da Atremar e pediu a colaboração de todos.
As salas do 5º ano fizeram paródias que foram apresentadas. Os Meninos da Vila também participaram. Mas foram dois alunos do 8ª ano que chamaram a atenção e segurou a moçada. Gleiber e Victor Hugo cantaram sucessos da música sertaneja universitária.
Moradores que residem nas novas localidades da coleta, devem separar o lixo doméstico dos materiais recicláveis. E como já acontece nos 16 bairros atendidos, o caminhão da Atremar, vai passar pelas ruas e ao som do hino do catador de recicláveis, eles vão bater nas portas para pegar os recicláveis, que deixarão de ser recolhidos pelo caminhão convencional dando destino correto aos materiais que são reutilizados.
Nas quartas-feiras a coleta será feita nos bairros – Distrito Industrial, Vivendas do Bosque I, Vivendas do Bosque II, Vila Rica, Village das Palmeiras, Major Brás, Vicentini, Catumbi, São Francisco de Assis II, Vila Campos, São Vicente, Santa Teresa I, Santa Teresa II, Jardim Brasil, parte do Centro, São Gabriel, Chácara Catumbi, Azarias Campos, Vila Rosa, Novo Horizonte e Ouro Verde.
Já as quintas-feiras será a vez dos bairros – Esperança, Cohab Ouro Verde, João Piedade Campos, Vale do Sol I, Vale do Sol II, Vale do Sol III, Botafogo, Ponte Alta I, Jardim Paraíso, Jardim Bom Pastor, Jardim Philadélphia, Santana e parte do Centro.
O projeto teve que dividir a cidade em setores, para corrigir possíveis imprevistos que possam acontecer durante a implantação. Porém, agora que está se estendendo para o restante do Município, as equipes formada por 13 catadores já estão mais preparadas.
A idéia da coleta seletiva surgiu em parceria com o Instituto Nenuca de Desenvolvimento Sustentável (INSEA), após um estudo de estruturas e de modelos das coletas seletivas que já acontece em outras cidades.
A Atremar vende os materiais recolhidos diretamente às empresas do ramo. O dinheiro é destinado para os catadores de recicláveis que estão associados.  Com o aumento no número de bairros atendidos garante mais renda aos trabalhadores.